Brasil sub-21 conclui treino em conjunto com o Fiat Gerdau Minas antes de embarcar para o mundial

Publicado em: 14 DE SETEMBRO

Brasil sub-21 conclui treino em conjunto com o Fiat Gerdau Minas antes de embarcar para o mundial
Delegação brasileira sub-21 no CDV (Créditos: Divulgação/CBV)

A seleção brasileira sub-21 masculina de voleibol tem como principal compromisso na temporada 2021 o mundial da categoria, que começa no próximo dia 23 de setembro, na Itália e na Bulgária. A equipe, que tem Giovane Gávio como treinador, encerrou a preparação no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), nesta terça-feira (14.09) após uma série de três treinamentos em conjunto com o Fiat Gerdau Minas (MG), atual vice-campeão da Superliga.

Desde o último domingo (12.09) as duas equipes três sessões em conjunto no CDV. A equipe sub-21 do Brasil venceu dois dos três duelos. No primeiro, no domingo, o Fiat Gerdau Minas levou a melhor por 3x0 (21/25, 27/29 e 18/25), com o destaque para o oposto Darlan (20 pontos), e os ponteiros Adriano Xavier (23 pontos) e Paulo Vinicios (19 pontos).

 Na segunda-feira (13.09), em cinco sets disputados, o time verde e amarelo venceu por 3x2 (24/26, 25/27, 26/24, 25/23 e 16/14), com boa participação do oposto Guilherme Sabino (17 pontos) e dos ponteiros Paulo Vinícios (20 pontos) e Felipe Varela (17 pontos). Na última sessão de treinos, nesta terça-feira, as equipes concordaram em disputar apenas três sets, com nova vitória para os garotos, desta vez por 2x1 (25/22, 17/25 e 25/23), e mais uma vez com grande atuação do ponteiro Felipe Varela (22 pontos) e do oposto Darlan (20 pontos).

Para Giovane a oportunidade de enfrentar uma equipe profissional, com atletas já experientes foi muito boa. A bagagem dos adversários serviu para testar os jovens talentos do Brasil tanto no aspecto técnico quanto no tático.

“Esses dias de treino ao lado do Minas foram testes muito bons. Jogar contra uma equipe de alto nível, que tem jogadores com muita experiência como o William Arjona e o Leandro Vissotto é um privilégio. Fico muito grato ao time mineiro de ter aceitado o nosso convite. Foi uma experiência sensacional para os nossos atletas. Conseguimos colocar todos para jogar, fizemos experiências com variações de jogada, de formação da equipe. Em alguns momentos colocamos em quadra um time mais alto, em outro um time com mais volume de defesa, pude rodar o elenco”, contou Giovane que ainda destacou o poder defensivo e de saque do time mineiro como que contribuíram para elevar o nível do desafio destes últimos dias.

“Os treinos também foram muito bons para testar nosso ataque, pois o Minas tem um bloqueio e uma defesa muito fortes. Além disso, é difícil encontrar nesta categoria equipes com saque tão consistente como o do time mineiro, foi mais um bom aspecto que pudemos testar. Amanhã viajamos para a Bulgária com a certeza de que fizemos a melhor preparação possível. Os nossos atletas mostraram que estão em bom nível de competição”, concluiu Giovane.

Agora a equipe brasileira fecha as malas para embarcar rumo a Sofia (BUL) nesta quarta-feira (15.09), uma das sedes da competição. Antes da estreia, no dia 23 deste mês, a seleção brasileira sub-21 masculina terá mais uma semana de preparação e espera realizar alguns amistosos já em solo búlgaro.

No mundial sub-21 o Brasil está no grupo D ao lado de Rússia, Canadá e Camarões. A competição reúne 16 seleções, divididas em quatro grupos. As equipes jogam entre sim dentro de cada grupo e os dois melhores avançam para a fase seguinte.

O Brasil viaja para o mundial com os levantadores Gustavo Orlando e Rafael Forster; o líbero Pedro Tomasi; os opostos Darlan Souza e Guilherme Sabino; os ponteiros Adriano Xavier, Paulo Vinicios Ferreira, Felipe Varela e Arthur Bento; e os centrais Guilherme Rech, Kelvi Geovani e Leonardo Andrade. Nesta categoria o Brasil tem 13 medalhas em mundiais (quatro ouros, cinco pratas e quatro bronzes).

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais