Em dia de celebração dos 30 anos da medalha de ouro dos Jogos de Barcelona, seleção masculina faz amistoso contra o Japão

Publicado em: 03 DE JUNHO

Em dia de celebração dos 30 anos da medalha de ouro dos Jogos de Barcelona, seleção masculina faz amistoso contra o Japão
Brasil no topo do pódio em Barcelona (Créditos: Acervo CBV)

Amauri, Carlão, Douglas, Giovane, Janelson, Jorge Edson, Marcelo Negrão, Maurício, Pampa, Paulão, Talmo e Tande. José Roberto Guimarães. Há 30 anos, eles entravam para a história do esporte nacional e encantavam todo o país. Em Barcelona, o Brasil subia pela primeira vez no lugar mais alto do pódio olímpico. Um momento eterno que a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) celebra neste domingo (5.6). No amistoso contra o Japão, preparatório para a Liga das Nações, os uniformes dos jogadores da seleção atual terão nomes e números de craques dos 1992, que a convite da CBV estarão no ginásio Sesi Taguatinga, em Brasília (DF), acompanhando a partida. A TV Globo e o sportv2 transmitem ao vivo, às 10h.

Quem hoje comanda a seleção brasileira é Renan Dal Zotto, expoente de outra equipe histórica do Brasil, a geração de prata de Los Angeles 1984. “Essa geração de 92 foi diferenciada, porque mudou a cadência do jogo no mundo. O Brasil tinha alguns jogadores mais experientes, como o Amauri e o Paulão, mas o núcleo principal era de atletas bem jovens, arrojados e corajosos. Eles imprimiram um ritmo de jogo diferente de tudo o que se fazia. A velocidade da bola na ponta, principalmente com o Giovane, e a bola do fundo pelo meio, também extremamente veloz, mudaram a realidade do voleibol atual. O Brasil tinha uma qualidade de passe muito boa, os centrais também passavam. Não existia líbero e isso permitia que o passe chegasse na mão do Mauricio com frequência. Assim, ele criou o sistema de jogo que surpreendeu todo o mundo, fazendo duas primeiras bolas e com bolas abertas muito rápidas, tendo sempre como referência o Marcelo Negrão”, explica Renan.

Além da homenagem na quadra, os campeões olímpicos de 1992 receberão um troféu comemorativo com uma réplica da camisa dos Jogos de Barcelona. Para Adriana Behar, CEO da CBV, a homenagem de domingo reverencia ídolos que pavimentaram o caminho para as grandes conquistas do vôlei brasileiro: “Barcelona mudou a história do vôlei brasileiro, seguindo uma trajetória iniciada com a geração de prata. A CBV vai comemorar unindo passado e presente, em uma grande celebração do voleibol”.

O amistoso contra o Japão é o segundo jogo preparatório da seleção masculina para a estreia na Liga das Nações, no dia 8, contra a Austrália, no ginásio Nilson Nelson, em Brasília. No primeiro confronto, os japoneses venceram por 3 sets a 0.

Amistosos da seleção masculina

02.06 (QUINTA-FEIRA) Brasil 0 x 3 Japão (19/25, 37/39, 22/25)
05.06 (DOMINGO) Brasil x Japão, às 10h, Sesi Taguatinga, no Distrito Federal (DF) – TV Globo e sportv2 

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro 


Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais